Saint Seiya Ultimate RPG


 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Últimos assuntos
» Ficha Sparda de Touro
Qua Jul 10, 2013 1:59 pm por Sparda de Touro

» Reserva de Veste
Qua Jul 10, 2013 9:03 am por Sparda de Touro

» Ficha - Aster de Câncer
Qua Jul 10, 2013 7:44 am por Aster de Câncer

» Treinos de Griffon
Qua Jul 03, 2013 1:29 pm por Kaizer de Griffon

» Técnicas de Matteo
Qua Jul 03, 2013 10:22 am por Midgard/Odin

» Treinos de Athos
Qua Jul 03, 2013 10:11 am por Midgard/Odin

» 2º Templo Celestial
Qua Jul 03, 2013 2:13 am por Hades

» 3º Templo Celestial
Qua Jul 03, 2013 2:12 am por Hades

» Salão de Artemis
Qua Jul 03, 2013 2:11 am por Hades

Novembro 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  
CalendárioCalendário
Parceiros
Fórum grátis


Compartilhe | 
 

 Ficha para Griffon

Ir em baixo 
AutorMensagem
Kaizer de Griffon
Espectro Selestes
Espectro Selestes
avatar

Mensagens : 7
Data de inscrição : 30/06/2013
Localização : Terceira esfera ptolomeia

Status do Jogador
Nível: 18
Cosmo:
2000/2000  (2000/2000)
Vida:
2000/2000  (2000/2000)

MensagemAssunto: Ficha para Griffon   Seg Jul 01, 2013 12:29 pm

Dados do Personagem


Nome: Kaizer
Idade: 20 anos
Local de Nascimento: Noruega
Local de treinamento:
Mestre: Cavaleiro de Prata de Cefeu do seculo XVI
Elemento: Trevas
Altura: 1,87 M
Sexo: Masculino
Peso: 74 kg
Tipo sanguino: O-
Armadura ou sapuris: Griffon da Estrela Celeste da Nobreza
Kamui: --x--


Atributos


Resistência: 10
Inteligência: 10
Força: 10


Psicológico

Kaizer e muito bem humorado e descontraído e totalmente leal a hades, ele não admite derrotas sempre que sair vitorioso de suas lutas e também muito confiante e orgulhoso e as vezes meio louco, mais sabe ser serio quando precisa, e sempre esta disposto a morrer pelos seus ideais proteger o imperador hades.


Aparência

Kaizer e alto tem cerca de 1,87 M e pesa 74 kg ele e muito bonito tem o cabelo longo de cor branco e sobrancelhas finas da cor do cabelo, também possui um corpo e jovem e atlético, gosta de se vestir com roupas tipicas do seculo XVIII e muito vaidoso sempre esta limpo e cheiroso, e muito simpático e sedutor e rico possui uma mansão na noruega sua terra natal e sempre está com um copo de Uísque ou champanhe adora frequentar restaurantes e paquerar mulheres casadas ele e muito sedutor, mais sabe separar sua vida pessoal da vida como espectro.





Historia

Kaizer nasceu no seculo XVI na noruega, ele vivia com seus pais em uma pequena cidade eles eram muito ricos e respeitados por toda sua bondade e humildade que kaizer aprendeu desde pequeno sua infância foi feliz mais na sua adolescência uma tragedia aconteceu na sua vida seus pais morreram em uma viagem de navio, então ele foi morar com seu tio que era um homem muito cruel e malvado que só queria sua herança ele era muito maltrado pelo seu tio, que administrava toda a sua herança um dia seu tio resolveu dar um fim em kaizer para ficar com toda a herança ele mandou seu capangas dar um fim em no menino na floresta, mais quando os capangas estavam prestes a mata-lo apareceu um homem e o salvou da morte, esse homem era um cavaleiro de Athena  que estava ali em uma missão ele o salvou e o levou para o santuario, cuidou dele e depois o tornou seu discípulo com  o tempo seu mestre morreu e ele herdou sua armadura a armadura de prata de cefeu, ele era um cavaleiro de prata muito poderoso seu nivel se comparava a o de um cavaleiro de ouro durante a guerra santa depois de muitas batalhas kaizer morreu em uma luta contra um espectro que matou todos os seu companheiros ele foi mandado para o descanso eterno depois de muito tempo o no seu descanso o imperador hades resolveu chama-lo para ser o espectro de griffon ele não aceitou a primeira proposta mais quando o imperador hades o chamou novamente ele aceitou se tornando assim um juiz do inferno Kaizer de Griffon da estrela Celeste da Nobreza um espectro muito leal a hades capaz de matar que seja para proteger seu imperador.




Teste Narrativo

Lembranças do passado de kaizer

“Afinal, o que você está lendo, Mestre? Presta atenção em mim!”




o cavaleiro de cefeu ergueu os olhos do livro e fitou o pupillo, deitado na cama e coberto de suor. Nas duas últimas horas, vinha controlando a temperatura do corpo de Kaizer, que sofria com suas costumeiras, mas arriscadas, febres.




“Ah, desculpe. Quer mais gelado?”




“Não! Não vê que estou conversando com você? Podia parar de ler um pouco e prestar mais atenção nas pessoas.”




“Eu estou sempre prestando atenção nas pessoas”, respondeu, fechando o livro. “O que foi, Kaizer? Está carente de afeto?”




“Não enche! Eu estou só perguntando o que você tanto lê, que chega a ser mais importante do que eu mestre!”




“Engraçado…”




“O quê? Eu?”




“Sim. É a primeira vez que alguém fica com ciúmes dos meus livros.”




“Eu não estou com…! Ah, esquece.”




Depois de uma risada baixa, o cavaleiro de cefeu tirou os óculos, sorrindo.




“Estou lendo sobre possíveis ciclos de reencarnações dos cavaleiros.”




“Hein?”




“Você já deve ter ouvido em algum momento do seu treino, não? Existe uma teoria de que os cavaleiros reencarnam a cada duzentos e poucos anos, exatamente como Athena. Essa história é famosa no caso do cavaleiro de Pégaso.”




“Eu ouvi sobre isso? Parece ser a primeira vez.”




“Você é que é muito desligado e não prestou atenção. Escute. Este livro está dando como exemplo exatamente sobre o cavaleiro de escorpião, acredita? Ele reúne várias informações sobre os antecessores e traça uma comparação entre eles. É incrível como semelhanças vão aparecendo entre uma geração e outra.”




“Ah, isso é besteira. Quem se interessa por sua vida passada? Estamos aqui e agora, e isso é o mais importante.”




“Eu já imaginava uma resposta assim vinda de você. Mas olha só que interessante, Kaizer… O cavaleiro de Escorpião que lutou na última Guerra Santa era apaixonado por vinho tinto… E o da outra Guerra Santa era filho de produtores de vinho. E sabe o que é mais interessante? Aqui diz que o cavaleiro que seria a vida passada dele morreu com um golpe no coração.




“Sim, ele é um idiota . Mas, o que importa? Não posso voltar para o passado para ajuda-lo, e nem quero.”




“Sim… isso é bem a sua cara. E eu gosto disso em você, Kaizer, embora sejamos diferentes.”




“Não enche, mestre.”




“Eu tenho uma ideia. Uma boa ideia.”




“Tem a ver com gente forte?”




“…Tem. Olha que legal. Você sabia que a armadura de Crateris tem o poder de mostrar a sua vida futura? É o que dizem… Eu estou pensando em ir até lá ver como eu serei. E sabia? Você pode até ver um golpe especial que você mesmo usará no futuro! Não seria legal aprender para ficar ainda mais forte?”




“… Você sempre faz isso comigo. Diz que vou encontrar uma forma de ficar melhor e então me obriga a fazer aquilo que quer que eu faça.”




“Eu faço isso?”




“Faz.”




“Nunca percebi”, respondeu o mestre, sorrindo calmamente. “Mas pode ser que eu descubra uma técnica do cavaleiro de cefeu do futuro e fique bem mais poderoso .”




“… Ah, dane-se! Eu vou com você!”




“Você está indo por sua vontade. Eu não insisti nem nada.”




“Tá, já entendi. Vamos lá ou não?”




“Sim. Só vamos esperar que sua febre baixe …”




“Tá me chamando de doente, mestre? Vamos, anda!”




Kaizer saltou da cama e saiu caminhando para a saída da casa, sem se importar com sua doença. o seu mestre supôs que, se o seu pupillo estava de pé e bem, não havia nada para se preocupar. Além disso, ele estaria por perto para esfriar seu peito.




“Certo, certo… Já estou indo.”







Embora surpreso, o cavaleiro de Crateris cedeu sua armadura aos dois amigos. Não que ele tivesse muita escolha, na verdade. o cavaleiro de cefeu contemplou a forma estatuária da armadura de prata, intrigado.




“Veja, Kaizer. Dizem que, na era mitológica, quando Athena tinha sede no campo de batalha, ela bebia do cálice formado pela armadura de Crateris. Dizem que a água depositada no cálice é capaz de curar ferimentos de forma milagrosa.”




“É? Algumas armaduras de prata parecem ser bem divertidas. Mas e aí? Vamos olhar o reflexo?”




“Pode ir primeiro.”




Parecia um espelho. Kaizer viu-se refletido na superfície da água, ainda trêmula, e só se sentiu mais irritado.




“Mas sou eu mesmo!”




“É? Deixe-me ver.”




Quando o seu mestre olhou o cálice, encontrou outro homem vestindo a armadura de cefeu. Era parecido com kaizer, mas não igual. A cor dos cabelos era diferente, e até a expressão não refletia a sua personalidade. O seu eu futuro parecia ser bem austero. O reflexo de Kaizer era quase igual ao pupillo, mas ele notava algumas diferenças, muito sutis.




“Não, não é você. Olhe bem, Kaizer.”




“Hum… Agora que você disse, é verdade, mestre. Ele parece comigo, mas não é.”




“Isso é tão interessante! Quer dizer que o livro pode ter razão! Pode ser que estejamos destinados a sempre lutar na Guerra Santa, não acha?”




“E o que importa se eu lutei ou vou lutar no futuro? O importante é o agora!”




“Sim, eu sei disso. Vamos ver se eles vão usar alguma técnica?”




“Acho que só vão ficar olhando para as nossas caras, como reflexos do espelho. Vamos embora!”




“Não, aguente só mais um pouco. Vamos ver o que vai acontecer.”





De repente, as duas cabeças se aproximaram, sem que o mestre e Kaizer se mexessem. Seus reflexos pareciam sorrir. Em seguida, para a surpresa aparceu um muito parecido com kaizer e estava usando uma sapuri. tanto o mestre quanto kaizer rapidamente se afastaram do cálice, assombrados.




O que significava aquilo? o kaizer não conseguia acreditar em tamanho absurdo! Envergonhado, não podia olhar para o mestre. Este também estava de costas para ele. Nenhum dos dois tinha coragem de dizer nada. O cavaleiro de Crateris perguntou o que tinham visto, mas o mestre apenas respondeu, quase gaguejando:




“Só os nossos reflexos normais. Muito obrigado por sua cooperação. Nós vamos embora.”




Foram caminhando em silêncio para qualquer direção. A imagem deles mesmos no futuro num comprometedor beijo não queria sumir de suas mentes. Nem em sonhos pensariam numa coisa daquelas.




Pararam em frente a uma taverna. Kaizer contou o dinheiro do bolso e resolveu entrar.




“Vamos?”, perguntou, procurando evitar olhar para o mestre. “Eu pago.”




“Não. Vamos dividir.”




E foram direto para a mesa que sempre usavam quando resolviam beber juntos. Aquela não era a hora adequada para estar lá, apesar de estarem de folga. Pediram duas garrafas de vinho, uma para cada.




“Eu só vi o meu reflexo normal.”




“Quê? Você não viu o que aqueles doidos estavam…”




“Eu só vi o meu reflexo normal!”, cortou o mestre, bruscamente. “E você só viu o seu reflexo normal. Não vimos nada comprometedor.”




“Ah”, assentiu Kaizer, compreendendo o mestre. “É, você tem toda a razão, mestre. Não vimos nada. Essa coisa de reencarnações dos cavaleiros, sabe… pode ser que alguém tenha inventado tudo isso, não concorda?”




“Concordo! É tudo uma besteira… Essa coisa de um aspecto reaparecer na vida futura não é verdade. Nem um pouco.”




“É, nem um pouco.”




Depois daquelas garrafas, ainda pediriam mais duas, para terem certeza de que esqueceriam aquele dia para sempre.







Última edição por Kaizer de Griffon em Seg Jul 01, 2013 11:59 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Roy Mustang/Zeus
Aprendiz
Aprendiz
avatar

Mensagens : 29
Data de inscrição : 27/06/2013

Status do Jogador
Nível: 100
Cosmo:
10000/10000  (10000/10000)
Vida:
10000/10000  (10000/10000)

MensagemAssunto: Re: Ficha para Griffon   Seg Jul 01, 2013 1:58 pm

app

_________________




[ADM] Roy Mustang
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Ficha para Griffon
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Ficha] Ryujin
» Ficha para missões narradas por players
» Ficha Leonardo Rinaldi
» Ficha para parcerias
» Modelo de Formulário de Recrutamento

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Saint Seiya Ultimate RPG :: Área de Criação :: Criação de Ficha-
Ir para: